11 2207 77770800 774 4110

Av Carlos de Campos, 536 - Pari - São Paulo - SP - 02063-000

Blog

Estomaterapia: O impacto das lesões por pressão na vida dos pacientes e familiares

É importante que todos os envolvidos no cuidado tenham conhecimento de como realizar o tratamento de maneira adequada para a prevenção de complicações
 
No Brasil, as lesões por pressão representam um problema de saúde pública devido ao grande número de pessoas com a integridade da pele prejudicada. Comuns em pacientes acamados por longos períodos e privados de movimentos, as lesões podem levar à destruição parcial ou total dos tecidos cutâneo e subcutâneo, envolvendo por vezes o tecido muscular e até mesmo ossos e articulações. Segundo a Organização Mundial da Saúde, aproximadamente 95% dessas lesões podem ser evitadas com a adoção de medidas especiais.
 
Os principais motivos que contribuem para o aparecimento de lesão por pressão são: falta de mudança de decúbito; desnutrição; pressão exercida na pele que comprima os vasos capilares; excesso de umidade em contato com a pele, como urina e fezes; idade avançada e comorbidades. A prevenção das lesões e o tratamento em qualquer estágio são prioridades da Estomaterapia – uma especialização exclusiva da enfermagem que é responsável pelas intervenções e cuidados avançados a pessoas com feridas, fístulas, cateteres, drenos e tubos, além da reabilitação dos pacientes com estomias e incontinências.
 
 A estomaterapeuta Angélica Rosa Paixão, gerente operacional da Vidas Home Care São Paulo, enfatiza que a abordagem consistente e planejada garante um atendimento de alta qualidade. “Desenvolvemos um sistema próprio para o acompanhamento das evoluções das lesões. A partir dessa metodologia, conseguimos ter indicadores como número de pacientes com lesões, tipo, localização, progresso, materiais utilizados, dentre muitas outras informações que analisamos através do B.I (Business Intelligence). Realizamos também um treinamento constante da equipe referente à forma de executar o curativo e sobre o uso adequado e racional dos materiais para que não haja desperdício e que os produtos possam ter a ação esperada”.
 
Atualmente, o Grupo Vidas atende 394 pacientes com lesão, com uma ampla variedade de feridas, ao todo 483 sendo tratadas. De acordo com a especialista, o maior desafio na atenção domiciliar é a conscientização de familiares e profissionais quanto à responsabilidade nos cuidados com os pacientes. “Essas lesões têm um grande impacto na vida de todos os envolvidos. O paciente, além de sua doença de base, fica dependente de terceiros para suas atividades diárias. O parente mais próximo, em muitos casos, assume o compromisso de realizar os curativos e acompanhar a evolução das lesões. Portanto, a readaptação na estrutura familiar se torna indispensável para o gerenciamento e cuidado necessário à pessoa com a lesão por pressão, visto que a ferida, quando não tratada adequadamente, pode evoluir para uma infecção grave levando o paciente até a óbito em virtude dessa situação e não pela condição crônica”, alerta Angélica.
 
O serviço de home care possibilita um tratamento de forma mais individualizada e com mais segurança, uma vez que o paciente não corre o risco de adquirir uma infecção cruzada. Na Vidas Home Care, um enfermeiro faz uma avaliação geral do doente (histórico da doença, diagnóstico, idade, condição nutricional, análise da pele e a procedência da lesão) e discute o caso com o Enfermeiro-Estomaterapeuta responsável, que direciona para a melhor conduta. “Conseguimos fazer todos os curativos em domicílio, desde o mais simples até os mais complexos que exigem equipamentos específicos de alta tecnologia, como o curativo por pressão negativa e a Laserterapia que aceleram os fatores de cicatrização das lesões. É oportuno sempre considerarmos a questão custo-benefício. Utilizar um curativo de maior tecnologia inicialmente com um custo mais elevado, irá ser revertido em um tempo menor de tratamento e consequentemente menor despesa”, esclarece a gestora.

A prevenção é a melhor solução para o problema 
 
Quando a pele fica sem nutrientes e oxigênio por muito tempo os tecidos morrem e as lesões se formam. Veja medidas simples que fazem toda a diferença:
 
Avaliação
Faça a inspeção completa diariamente da pele do paciente
 
Higiene, hidratação e controle da umidade
Mantenha a pele limpa, seca e hidratada. Utilize água morna e sabão neutro para diminuir o risco de irritação e ressecamento da pele.
 
Mudança de decúbito
A cada duas horas, mude o paciente de posição
 
Utilize superfícies de suporte
Travesseiros ou almofadas de espuma devem ser usados para manter as proeminências ósseas (como os maléolos) longe de contato direto um com o outro. 
 
Nutrição adequada
Prepare e incentive a aceitação de alimentos e líquidos conforme as recomendações nutricionais
 
Todos os pacientes que são admitidos na Vidas Home Care passam por uma avaliação de risco para o desenvolvimento de lesão por pressão através da Escala de Braden. O cuidador e a família são orientados por meio de um manual que tem uma linguagem acessível, com figuras que evidenciam as atitudes essenciais para prevenir o surgimento das lesões.
 
 
Pode contar com a gente!
« Voltar