Boletins Informativos

A IMPORTÂNCIA DO MÉDICO VISITADOR

ANO 04 – Nº 42 – Janeiro de 2019
 
Cuidado, monitoramento e trabalho em equipe fazem parte do dia a dia de quem é um médico visitador
 
Muito se fala sobre o médico visitador, mas afinal o que ele faz e qual a sua função em relação ao paciente e sua família? Para entender um pouco mais sobre a rotina e importância do médico visitador, a equipe de comunicação do Grupo Vidas conversou com a Dra. Maria Helena Siqueira Vieira, médica visitadora da unidade de Ribeirão Preto (e região) da Vidas Home Care . 

A especialista, também professora do curso de Medicina do Centro Universitário Barão de Mauá, incorporou a rotina de visitadora há seis anos. “Como médica de família, as visitas fazem parte da minha rotina de trabalho, então foi bem tranquilo iniciar na função de visitadora, é um trabalho apaixonante.”

No Grupo Vidas desde 2017,  Dra. Maria Helena pontua as principais tarefas de um médico visitador. “Nós avaliamos, monitoramos e cuidamos das condições clínicas do paciente, buscando realizar uma abordagem focada no indivíduo e ajudar no gerenciamento de problemas.”

Além disso, a médica conta que ser um médico visitador também tem seus desafios. “Por estarmos em contato muito próximo com o paciente, cuidadores e familiares, precisamos ser muito coerentes, atentos, éticos e, principalmente, atuar junto à equipe multiprofissional”. Segundo Dra. Maria Helena, o trabalho em equipe é fundamental. “É necessário saber ouvir, mais do que falar, e construir um bom vínculo com a família e com o paciente”, ressalta.

A médica visitadora explica que a periodicidade das visitas ao paciente é definida de acordo com o Plano de Assistência Domiciliar (PAD), levando em consideração as condições clínicas do paciente. “Por exemplo, um paciente em monitoramento que possui visitas mensais ou bimestrais, eventualmente pode necessitar de uma visita extra devido a piora do seu quadro. Já um paciente de alta complexidade, com ventilação mecânica e visitas semanais pode mudar para visitas quinzenais de acordo com sua evolução.”

Vale reforçar que o trabalho do visitador é planejado de acordo com o que é realizado pelo coordenador médico. Por isso, é importante que haja um bom relacionamento interpessoal entre os colegas e um vínculo para a troca de condutas quando necessário. “Muitas vezes, o médico visitador realiza reuniões clínicas com o coordenador médico para discussão de casos”, completa Dra. Maria Helena.